Segundo Princípio de Reiki - O Sol Interior®

Só por hoje... Não se zangue

Mikao Usui

Segundo Princípio de Reiki

Segundo Princípio de Reiki: Só por hoje… Não se zangue

Olá, tal como prometido, damos sequência à série de artigos sobre os Cinco Princípios de Reiki! Hoje vamos falar sobre o segundo. Mais uma vez alertamos que a ordem dos artigos é aleatória, pois nenhum principio é mais importante que os outros.

Só por hoje… Não se zangue

O segundo principio de reiki ensina a libertarmos-nos do sentimento de raiva, o que para muitos é o mais difícil dos cinco princípios. Quase todos nós reconhecemos que o sentimento de raiva é algo muito negativo, que nos destrói e nos esgota, além de ser um sintoma de falta de autocontrole. Deste modo, temos de aprender a controlar a raiva e encontrar soluções sensatas para os conflitos que nos surgem. Se nos conseguirmos manter calmos, é mais provável que os outros respondam de forma construtiva aos nossos argumentos e que as situações difíceis não se compliquem.

Todas as discussões, grandes ou pequenas, terão tido origem nessa raiva. Basta pensar em discussões entre vizinhos, em situações de violência, em distúrbios nas ruas ou conflitos entre países. A própria guerra é um sintoma dessa raiva que impediu que se chegasse a uma resolução diplomática.

Temos que perguntar a nós próprios o que se consegue alcançar com sentimentos de raiva. Regra geral, não ganhamos nada, apenas gastamos muita energia, que melhor seria canalizar noutras direcções.

Lidar com a raiva

Impedir o caminho para a raiva pode resumir-se a apercebermos-nos dela e sobre ela reflectimos no momento em que surge, em vez de agirmos (ou reagirmos) em função dela. Podemos aprender a libertar a energia negativa acumulada que pode conduzir à raiva ou a canalizar a emoção, se nos apercebemos dela, através de exercícios de respiração, ioga, meditação ou a visualização, o que ajuda a libertar a emoção reprimida.

Uma vez obtido o controle desse sentimento de raiva, tudo o que causa stress perde relevância. O stress crónico acabará por se dissipar aos poucos até desaparecer.

Uma maneira de mudar

O reiki funciona como um veículo de transformação. Temos, porém, que ter presente que nem sempre é fácil nem rápido operarmos uma mudança em nós próprios. A nossa mudança leva sempre tempo, o que nos tempos que correm se pode tornar difícil, pois a vida é vivida a correr. O Reiki vem-nos ensinar que também é necessário abrandar o nosso ritmo.

E hoje, vais-te zangar?

Se quiser aprofundar mais estes conhecimentos e colocá-los como principio de vida, pondere fazer uma Formação de Reiki. Para mais esclarecimentos, temos todo o gosto em ajudar! Contacte-nos!

error: Conteúdo Protegido!